Home > Mulher > Decoração

Confira oito dicas para decorar o quarto do bebê sem gastar muito

Cestos e lanternas orientais são algumas ideias da designer Carol Lovisaro

Quinta-feira, 26 de Julho de 2012 - por Aurora Aguiar
Confira oito dicas para decorar o quarto do bebê sem gastar muito
Divulgação: Lovisaro Arquitetura + Design

Decorar o quarto do bebê é parte da magia de esperar o novo membro da casa que está por vir, mas o custo desse sonho pode ser alto. É possível dar uma cara especial ao ambiente apostando na criatividade e em peças de baixo custo. O DaquiDali conversou com a designer de interiores Carol Lovisaro, que em sociedade com a arquiteta Fernanda Lovisaro, listou dicas superespertas para não se gastar muito. São elas:

Painel de fotos
Para não espalhar porta-retratos por todo o quarto, reúna as fotos da família em painel feito de manta acrílica, revestido com tecido. O acabamento fica por conta dos elásticos instalados na diagonal que seguram as imagens.

Cesto de vime
Eles sempre são muito bem-vindos. Principalmente na organização de fraldas e volumes que ainda estão empacotados.  “Quando os bebês nascem, as mães costumam ganhar muitas coisas no chá de bebê.  E não dá para arrumar tudo de qualquer jeito. Se esses cestos forem quadrados ou retangulares, e tiverem certa altura, podem ser usados até como gavetas, embaixo do berço”, explica a designer.

+ Ideias para esquentar sua casa neste inverno

Lanterna orientais
O quarto do bebê pode ficar ainda mais aconchegante se for iluminado com lanternas orientais. Esse tipo de iluminação mais branda proporciona também uma noite mais tranquila para a criança. Feitas de papel de arroz, a dica é que elas sejam colocadas próximo à poltrona de amamentação, pois ajudam mãe e filho na hora da mamada. “Elas saem super em conta, já que estamos falando de peças criativas e baratas. Quem estiver em São Paulo, pode encontrá-las no bairro da Liberdade por R$ 25”, conta Carol.

Pintura criativas
Você pode baratear muito a decoração do quarto fazendo pinturas com o auxílio de fitas crepes. É uma solução econômica ao papel de parede. Para chegar a um resultado como o da imagem à direita, compre ¼ de cada cor de tinta e cole a fita no sentido horizontal para demarcar a área que será pintada. “Vale misturar fitas mais largas com fitas mais grossas. Entre com a tinta acrílica (sem cheiro), espere a secagem e remova o adesivo. O efeito fica bem bacana”, diz. A técnica pode ser repetida em um visual quadriculado, com cores leves, como mostra a foto abaixo, à esquerda. 

Poltrona de amamentação
O que também não sai caro é recuperar aquela poltrona antiga e colocar nela uma capa. “Peça para um tapeceiro confeccioná-la. Às vezes é legal fazer duas opções, porque vai sujar... E como vai lavar bastante, a ideia que ela sejam de sarja, que é um tecido mais barato”.

Restauração de móveis
“Existe no mercado um produto chamado stripease, é uma espécie de tira tudo, que pode ser usado na restauração de móveis. Escolha e peça, lixe-a e pinte-a do jeito que você quiser. Para os que não tem intimidade com as tintas o ideal é passar uma demão bem diluída. O segredo vem agora: com a tinta já seca, dê uma nova lixada e depois venha quebrando essa tinta para ficar com cara de móvel antigo”, ensina a designer.

Puxadores de bolinhas
O que também pode ficar bem bacana no quarto do bebê é reutilizar puxadores de móveis antigos na mobília atual. Assim como os da imagem ao lado, abuse da criatividade pintando-os com a cor desejada e por cima dela pequenas bolinhas brancas.

+Transforme caixotes de madeira em objetos de decoração



Caixas de sapato
Sabe aquele calçado que você acabou de comprar? Então, pegue a caixa dele, forre com tecido, dentro e fora, para guardar os remédios do bebê.  “Isso você faz em casa, mesmo, usando cola branca”, afirma Carol. A ideia, diz a designer, vale também para guardar cartas, fotos e miudezas.


 

A Introspection desenvolve software de qualidade utilizando metodologia ágil